15.2.07

Venezuela: leigos católicos afirmam seu desacordo com política de Chávez

O Conselho de Leigos da Venezuela expressou, em uma nota, sua desconformidade com a política realizada pelo presidente Hugo Chávez.

Os leigos católicos expressam na nota o total apoio aos bispos venezuelanos em sua Exortação Pastoral de 13 de janeiro, denominada «Tempo de diálogo para construir juntos»...

Na exortação, os prelados insistem «na centralidade da pessoa; os direitos humanos; o pluralismo político frente ao pensamento único e a exclusão por razões ideológicas ou por qualquer outro motivo; a educação pluralista, aberta à transcendência e à religião; a luta contra a pobreza, o desemprego, a insegurança jurídica e social e a violência; a liberdade de expressão e o direito à informação; uma positiva resposta à situação infra-humana de nossos irmãos privados de liberdade e a dos que se sentem perseguidos».

Em uma manifesta alusão às reiteradas expressões de tom evangélico usadas pelo presidente Hugo Chávez, o Conselho «rejeita, mais uma vez, todo tipo de ataque à Igreja, a seus pastores e à religião, assim como a manipulação do Evangelho e inclusive da própria pessoa de Cristo»...

«Rejeitamos a concentração de poderes no Presidente da República e os poderes especiais que outorga a Lei Habilitante, já que exclui a opinião e participação dos Poderes estabelecidos em nossa Constituição e as do soberano povo da Venezuela», sublinham.

Sem comentários: