27.5.08

Heduíno Gomes: As eleições no PSD à luz dos valores da Civilização (respostas de Pedro Santanta Lopes e Pedro Passos Coelho)

"...o mais grave na feira eleitoral é, por parte da classe política, a não defesa assumida dos valores da Civilização...

... Obviamente, quando se fala em Civilização, fala-se daquela de matriz greco-latina que tomou como princípio director a ética cristã. E sabe-se que os seus valores morais não são exclusivos dos cristãos...

... Concretamente, as questões de Civilização que coloco a cada um dos candidatos que apanho à mão de semear são [seis]: 1) Que posição tem sobre a defesa da vida: o aborto e a eutanásia? 2) Que posição tem sobre os chamados «casamentos» entre invertidos? 3) Que posição tem sobre a pornografia nos meios de comunicação, nomeadamente nos do Estado...? 4) Que posição tem sobre a legalização das drogas? 5) Que posição tem sobre o chamado «acordo ortográfico» ... ? 6) Que posição tem sobre a «regionalização»...?

Já colocadas estas questões a dois candidatos, obtive os seguintes tristes resultados.

Santana Lopes (13.5.2008, Secção A de Lisboa do PSD).

Vida: aborto, contra (+); eutanásia, precisa de reflectir (-). «Casamentos» entre invertidos, está preocupado com os direitos deles (-). Pornografia nos meios de comunicação, depende das horas a que é emitida (-). Legalização das drogas, contra (+).

Acordo ortográfico, entusiasta e orgulhoso de o ter assinado (-) (18 anos antes, na mesma sala, sentado na mesma cadeira, confrontado com a mesma questão, tinha declarado ter assinado contrariado o Acordo...). Regionalização, a favor de «experiência-piloto» (-).

Resultado global: em 6 acertou em 1,5; muito mau, mais do que não confiável, é inimigo dos valores da Civilização e da coesão nacional.


Pedro Passos Coelho (14.5.2008, Secção A de Lisboa do PSD).

Vida: aborto, a favor (-); eutanásia, não tem posição definida (-). «Casamentos» entre invertidos, responde com a «máxima»: «Ninguém pode ser discriminado em razão da sua opção sexual» (-); e acrescenta, de sua livre iniciativa, que não tem posição sobre a adopção de crianças por «casais» homossexuais (-). Pornografia nos meios de comunicação, «tem de ter o seu espaço próprio» (-). Legalização das drogas, a favor (-).

Acordo ortográfico, simplesmente não vê vantagens (-). Regionalização, a favor de «um certo modelo de regionalização» (-).

Resultado global: em 6 não acertou numa única; muito mau, mais do que não confiável, é integralmente inimigo dos valores da Civilização e da coesão nacional.


Ainda algumas observações finais.

O relatório sobre estes dois candidatos não constitui, de modo nenhum, uma carta de recomendação para qualquer dos outros. É preciso questioná-los e ouvi-los. Apenas me foi possível, até agora, obter as respostas destes, aguardando a oportunidade de questionar os restantes...

15.5.2008

Heduíno Gomes"

Sem comentários: