31.5.08

O CATECISMO DIÁRIO: A visitação de Maria a sua prima Isabel

Hoje a Igreja celebra a Visitação.

"A festa de hoje, instituída por Urbano VI em 1389, situa-se entre a Anunciação do Senhor e o nascimento de João Batista, de acordo com o relato evangélico. Comemora-se a visita de Nossa Senhora à sua prima Santa Isabel, já avançada em idade, para ajudá-la na esperança da sua maternidade, e ao mesmo tempo para partilhar com ela o júbilo das maravilhas realizadas por Deus em ambas. Esta festa da Virgem, com a qual terminamos o mês que lhe é dedicado, manifesta-nos a sua ação medianeira, o seu espírito de serviço e a sua profunda humildade. Ensina-nos a levar a alegria cristã aos lugares aonde vamos. Como Maria, temos de ser causa de alegria para os outros."

S. Lucas relata este episódio da história da Salvação, que aliás constitui o Evangelho da Missa deste dia. (Alguns pormenores curiosos - coisas de outros tempos: a alegria com que se recebe o Menino, Dom de Deus e não mero 'erro de cálculo' (Whoops !) ou bem de consumo/investimento; a necessidade de partilhar com outrém essa alegria que transborda; a caridade que nos obriga a sair em auxílio de quem necessita; o Espírito Santo que desavergonhadamente enche João Baptista, um mero feto sem direitos civis, conceptualmente indestinguivel de um unha cortada; a humildade que se transmuta em acção de graças e assume a forma da Beleza.

O Catecismo referindo-se a este episódio ensina que:
717 [A « visitação» de Maria a Isabel tornou-se, ... «visita de Deus ao seu povo»] ... João é «cheio do Espírito Santo já desde o seio materno» (Lc 1, 15), pelo próprio Cristo que a Virgem acabava de conceber por obra e graça do Espírito Santo.

Sem comentários: