13.4.09

Jesus não tinha agência de comunicação

Nos Evangelhos, Jesus passa o tempo a desconversar.

A 'agenda mediática' da altura não ditava o conteúdo nem o tempo das suas palavras.
Aproveitava a oportunidade - o 'tempo de antena' - e levava a conversa para o que é essencial: a conversão, a Salvação, o Reino de Deus. Nesse sentido, fazia algum 'spin' ...

Mas as suas palavras não revelam vontade de promover a sua imagem ou de agradar e ganhar a aprovação das pseudo-élites da altura.

Nem existe um esforço para medir as palavras e adaptar o discurso àquilo que a maioria quer ouvir, mesmo (ou sobretudo) quando essas palavras não são especialmente populares e arriscam afastar os seus discípulos (recordo-me do discurso do Pão da Vida).

Felizmente, nós também somos destinatário dessas palavras; não necessitamos de outras notícias que não sejam a Boa Nova, nem de outros arautos que não sejam Jesus Cristo.

Sem comentários: