27.9.09

Era uma vez um Governo do "centro-direita" (!) que foi derrubado com a ajuda activa dos Cavacos, das Manuelas Ferreira Leite, dos Josés Manueis Fernandes, dos Pachecos Pereira. O Governo caiu por razões que, passados 4 anos, ainda ninguém conseguiu concretizar. Também ninguém sabe explicar porque razão os critérios utilizados com o Santana não foram depois aplicados ao Sócrates.

Com o Sócrates chegaram a liberalização do aborto, a procriação medicamente assistida, a pesquisa em embriões, a 'educação' sexual nas escolas, a agenda revolucionária do lobby gay, a nova lei do divórcio, os ataques à educação religiosa nas escolas e à assistência religiosa nas forças armadas e hospitais...

Em muitos destes processos tivemos ainda direito à assinaturazinha do Cavaco no fim da página.

Os mesmos Cavacos, Manuelas Ferreira Leite, Josés Manueis Fernandes e Pachecos Pereira que ajudaram a eleger o Sócrates, queixam-se agora do autoritarismo socratista - que é real -, da corrupção, dos ataques à liberdade de imprensa, do controlo dos media, do despesismo, da política da mentira espectáculo e pedem que a gente mande o Sócrates para casa para eles poderam voltar a ser quem eram.


Eu emigrava, mas para onde?

(Também não sei se, nestas circunstâncias, a minha religião o permite... já para não falar da minha mulher).

Sem comentários: