15.1.10

Dia 49

Entretanto iniciou-se o tempo comum. A vida continua.

Na homília, o Sacerdote falou do problema do mal: “Às vezes aquilo que nós consideramos um mal, Deus não considera um mal”… “a doença pode aproximar as pessoas de Deus” … “o único verdadeiro mal é o mal moral”.

Deus é o Bem. O mal, incluindo o mal natural, entrou no mundo pelo pecado (“no princípio não era assim”). Se Deus permite que o mal ocorra é porque retirará daí um bem maior. Mas esta contabilidade divina do bem e mal é diferente da contabilidade humana: “Haverá mais alegria no Céu por um só pecador que se converte, do que por noventa e nove justos que não necessitam de conversão”.

Sem comentários: