6.7.10

O Cristiano Ronaldo comprou um filho

Se os filho são meros objetos de consumo ou símbolos de status - bens que são consumidos para maximizar a utilizadade dos pais, então não nos poderemos admirar quando:

  • Os pais devolvem os filhos à procedência por defeito de fabrico(aborto eugénico);

  • Os pais devolvem os filhos à procedência porque ainda estão dentro do prazo de devolução (aborto até às 10 semanas);

  • Os pais atiram o filho para o lixo quando deixam de interessar (abandono, divórcio, desinteresse);

  • Os pais abandonam os filhos quando os custos de manutenção são superiores aos benefícios (aborto 'económico', abandono);

  • Os pais procuram rentabilizar ao máximo o investimento efectuado (trabalho infantil, prostituição, pedofilia);

  • Os pais dão umas pancadas nos filhos quando estes não estão a funcionar como devem (violência infantil);

  • Os pais procuram fazer o "outsourcing" da produção dos filhos (barrigas de aluguer, inseminação artificial);

  • Alguns adultos queiram ter filhos porque os outros também têm (emparelhamento 'gay', 'projectos independentes');

  • Os pais prefiram os filhos com vários "extras" para além do equipamento de série (engenharia genética);

  • Os pais percam tempo a escrever parvoíces no blog em vez de estarem com os filhos.

Sem comentários: