4.11.12

Água dura em pedra mole

"... o cinema norte-americano, ao transformar-se no principal entretenimento das populações urbanas - 10 milhões em 1931 para 20 milhões em 1944 -, terá contribuido para arruinar o projecto de «controlo cultural» [salazarista] mais «do que toda a oposição liberal e socialista junta»".
Rui Ramos, Nuno Gonçalves Monteiro e Bernardo Vasconcelo e Sousa, História de Portugal, 7º Volume, pp. 81-82

No período a que se refere esta citação, o Papa Pio XI dedicou uma muito interessante Encíclica ao cinema - Vigilanti Cura (1936).

Infelizmente, os nossos bispos não levaram as orientações do Santo Padre à prática.

Mas ainda vão a tempo... e nós também.

Sem comentários: