21.4.13

Papa Francisco: "Qualquer interpretação ideológica... é uma falsificação do Evangelho"

“Paulo e Ananias respondem como os grandes da história da salvação, como Jeremias, Isaías. Também Moisés teve as suas dificuldades: "Mas, Senhor, eu não sei falar, como irei ter com os egípcios para lhes dizer isso? '. E Maria: "Mas, Senhor, eu não estou casada!". E’ a resposta da humildade, daquele que acolhe a Palavra de Deus com o coração. Os doutores, pelo contrário, respondem apenas com a cabeça. Não sabem que a Palavra de Deus deve ir ao coração, não sabem de conversão".

"São os grandes ideólogos. A Palavra de Jesus vai ao coração porque é Palavra de amor, é palavra bela e traz o amor, nos faz amar. Estes cortam o caminho do amor: os ideólogos. E também o da beleza. E se puseram a discutir fortemente entre si: "como pode este homem dar-nos a sua carne para comer?'. Tudo um problema de intelecto! E quando entra a ideologia, na Igreja, quando entra a ideologia na inteligência do Evangelho, não se percebe nada".

São aqueles que percorrem somente "a estrada do dever": é o moralismo daqueles que pretendem realizar do Evangelho apenas o que eles entenderam com a cabeça. Não estão "no caminho da conversão, daquela conversão à qual Jesus nos convida".

“E estes, na estrada do dever, carregam tudo sobre os ombros dos fiéis. Os ideólogos falsificam o Evangelho. Qualquer interpretação ideológica, venha ela donde vier - de um lado e do outro - é uma falsificação do Evangelho. E estes ideólogos - como vimos na história da Igreja - acabam por ser, se tornam, intelectuais sem talento, eticistas sem bondade. E de beleza nem falemos, porque não percebem nada”.

"Pelo contrário, a estrada do amor, a estrada do Evangelho é simples: é a estrada que os santos entenderam":

"Os santos são aqueles que levam a Igreja para a frente! O caminho da conversão, o caminho da humildade, do amor, do coração, o caminho da beleza ... Rezemos hoje ao Senhor pela Igreja: que o Senhor a livre de qualquer interpretação ideológica e abra o coração da Igreja, da nossa Mãe Igreja, ao Evangelho simples, àquele Evangelho puro que nos fala de amor, que traz o amor, e é tão bonito! E também nos faz bonitos a nós, com a beleza da santidade. Rezemos hoje pela Igreja".

Papa Francisco, 19/04/2013

Sem comentários: