2.8.15

Pe. Sousa Lara (31/07/2015): Papa cometeu um imprudência; teoria de Kasper é heresia


Pe. Duarte Sousa Lara, Sol, 31/07/2015:
"Ao dar ´dar o microfone´a Walter Kasper para falar aos cardeais sobre a família, o Papa cometeu um 'imprudência' e 'ateou um fogo' difícil de apagar. A opinião é de Duarte Sousa Lara, padre da Diocese de Lamego, que considera, contudo, que a Igreja se vai manter fiel à doutrina e não vai aprovar a posição progressista do cardeal alemão sobre o acesso dos recasados à comunhão.

'O Papa vai dizer o que a Igreja sempre disse porque o Evangelho é bem claro neste aspecto. Tudo o resto é anular a palavra de Jesus, implica rasgar páginas da Bíblia', disse ao Sol o Sacerdote, considerando a teoria de Kasper ´uma heresia'. Sousa Lara afirma ainda que este período de debate público que decorre entre os dois sínodos ... já gerou uma enorme confusão dentro da Igeja. E admite que haja recasados a comungar por acharem que já é permitido:

´Por isso, mesmo que o Papa não subscreva essa posição, neste período já houve muitos mortos e feridos'.

A polémica instalou-se quando foi divulgado o relatório preliminar do sínodo do ano passado, que apontava esta proposta de Kasper como um caminho a a adoptar pela Igreja Católica.

'Muitos Bispos revoltaram-se porque o doucmento não expressava a opinião do sínodo. Mas a bomba já tinha sido lançada', afirma Sousa Lara, criticando os organizadores da reunião.

in "Bispos dizem 'não' ao Papa"/"Bispo divididos", Sol, 31/07/2015, pp. 16-17
Afirmações claras, objectivas e fiéis ao magistério constante da Igreja. Si, Si, No, No. O mesmo se pode dizer das palavras do Pe. Manuel Vaz Patto, da Diocese de Coimbra, citado no mesmo artigo.

Sem comentários: