7.2.18

DIRECTÓRIO ESPIRITUAL (1868)



Para aquellas pessoas que nunca fizeram confissõo geral, nem tem direcção, as quaes se podem regular do seguinte modo:
  1. Devem escolher um Confessor de sciencia e virtude, e fazer com elle a sua confissão geral; ninguém deve socegar sem a fazer, porque as confissões de anno são quasi todas nullas.

  2. Depois devem frequentar os sacramentos todos os mezes ; e querendo caminhar á perfeição, todos os quinze dias, e Confessor certo.

  3. Respeito a communhões frequentes, só o Confessor, que as ouve com frequência, as póde determinar.

  4. A oração mental pela manhã, e a corôa á noite, bem como exame de consciência, isto todos os dias.

  5. Podendo ser, Missa diaria, novena das almas, as irmandades, e as novenas nas festividades.

  6. Nos domingos e dias santos, uma ou duas horas de lição espiritual; e não sabendo ler, ouvir ; ou o rozario de quinze mysterios; ou ir de tarde á igreja ou capella, e rezar a corôa do Santíssimo e Iminaculado Coração de Maria, ou via-sacra.

  7. Tendo saude, no inverno jejuar dous dias por semana, e no verão sequer um, isto além dos de preceito.

  8. Uma hora.de silencio por dia, ou pelo menos três ou quatro palavras de mortificação.

  9. Cilícios tres dias na semana, cada dia duas ou tres horas.

  10. Nào comer fruta dous ou tres dias por semana.

  11. Lemhrar-sc de Deos no decurso do dia, pelo menos todas as horas, e dirigir-Lhe algumas jaculatórias, islo é, certas orações ahreviadas.

  12. Nunca peccar com plena advertencia, nem venialmenle; e cahindo em alguma falta, fazer sempre alguma penitencia, e rigorosa sendo falta advertida; isto mesmo antes de ir para a conlissão.

  13. Fazer tudo por Deos, nada de respeitos humanos, tudo na pura intenção.

  14. Fugir das más companhias e de todos os divertimentos profanos.

  15. Nào tomar estado sem conselho de seu director espiritual.
Pe Manoel José Gonçalves Couto, in Missão abreviada para despertar os descuidados, converter os peccadores e sustentar o fructo das missões - 6ª edição, 1868

Sem comentários: